2006-12-10

UM ÚLTIMO NATAL

É natal, e quero-te embrulhado
Em brancos lençóis de cetim.

Quero um natal de vinhos e sedas,
Entrelaçado em fitas carmim.

Sim. Quero.

Um natal de amor.

De paz , de carne , de verbo.

Quero estar em tua bandeja feito uva
E ter-te em minha taça feito vinho.

Meu, e eu tua.

Quero.

Quero um natal de amor

Em teus braços. Nua...

Um natal de amar.

Um natal de nós.

Talvez...um natal de adeus...

São Paulo, 30 de novembro de 2006
direitos autorais reservados a Maria Eugênia

Um comentário:

Maria Goreti disse...

Poesia vencedora do 1°Concurso de Poesias da Comunidade Sonho de Poeta, no Orkut. Com louvor!
Parabéns, Maria Eugênia! Que venham outras vitórias!

Beijos na alma.
Goreti